FNE - Federação Nacional dos Engenheiros

FNE / Jornal / Edição 96 – Maio/10 / Os benefícios do pré-sal

Eventos


Enquete



Os benefícios do pré-sal

Fermin Perez Camison

A diversidade brasileira, que pode gerar tecnologias inovadoras para a sua própria utilização sustentável, tem agora uma forte possibilidade de ganhar um significativo aliado: a mobilização social para destinação, através de projeto de lei federal, de um percentual dos recursos obtidos com a utilização do petróleo e gás das reservas encontradas na camada do pré-sal ao financiamento de pesquisas que mapeiem e explorem toda a sua potencialidade.

A correta utilização de parte dos recursos advindos dessa nova fonte de riqueza em projetos de prospecção e mapeamento genômico da diversidade brasileira tornará o Brasil líder no seu conhecimento e uso sustentável, contribuindo significativamente para suprir as necessidades nacionais e mundiais, em termos de produtos e tecnologias. Isso se justifica porque se 20% das espécies do planeta fazem parte da diversidade do Brasil, também é certo que hoje o conhecimento e a utilização dessas estão na conta do passivo nacional. Para invertermos esse cenário, é preciso investimentos em tecnologia e formação de quadros profissionais capazes e qualificados, assegurando a independência científico-tecnológica nacional.

A própria descoberta do pré-sal só foi possível devido aos grandes investimentos que tornaram o Brasil líder mundial em prospecção de petróleo em águas profundas. Nada mais razoável agora que o domínio desse know-how ser usado em benefício da garantia da sustentabilidade, que certamente se traduzirá em divisas para o País. Estudos do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) estimam em US$ 4 trilhões o valor da riqueza que pode ser gerada a partir da utilização da biodiversidade brasileira.

Da mesma forma, a descarbonificação da matriz energética – hoje uma necessidade mundial – poderia avançar significativamente com as pesquisas financiadas por recursos do pré-sal, o que seria uma grande contribuição brasileira ao mundo, na busca de futuras alternativas energéticas. Por isso, é fundamental que toda a sociedade pressione o Congresso Nacional, a fim de que haja uma firme e clara legislação nesse sentido.

É por considerar todas essas questões de fundamental importância para a sociedade que a FNE, em reunião realizada em 17 de março, em Brasília, assumiu tal proposição – apresentada por este autor – como bandeira de ação política, integrada ao já consagrado projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”. A representatividade e a credibilidade da federação serão decisivas para estimular a mobilização social imprescindível para concretizar o projeto de lei e aprová-lo. É a categoria dos engenheiros liderando uma luta essencial a todo o povo brasileiro.

Fermin Perez Camison é vice-presidente do Senge-RS

Envie a um amigo