sociais

logos

Cresce Brasil

Uma iniciativa política da sociedade civil organizada em São Paulo vai reunir as melhores cabeças da intelectualidade acadêmica e popular com as lideranças vibrantes das entidades representativas. Das artes à engenharia e arquitetura, das comunidades às universidades, dos sindicatos às associações culturais e de moradores, das ONGS aos movimentos sociais. Está dada a largada para a elaboração de um programa de todas as forças democráticas em São Paulo para ser oferecido como um documento público a todos os candidatos a prefeito e a vereadores no ano que vem.

A Conferência São Paulo Sua cujo pontapé inicial foi dado pelo Sindicato dos Engenheiros e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários terá a participação de 500 entidades e de mais de 2.000 personalidades que começam a assinar dois abaixo-assinados de apoio à iniciativa.

Serão feitos seminários e debates nas 32 regiões administrativas da cidade dentro de um processo de cima para baixo e de baixo para cima durante um ano. Discutindo prioridades e soluções positivas nos 96 distritos e na cidade como um todo. Será a voz, a energia e a vez da sociedade civil organizada abrir espaço para transformar São Paulo numa cidade amada, inteligente e mais justa para se viver e conviver.

A principal cidade da América Latina, a 8ª mais populosa do mundo, nascida com a edificação de uma escola pelos jesuítas, vai ter um plano para ser um centro de irradiação permanente de saber, cultura, arte e criatividade. Aqui se concentraram 80 povos vindos do mundo e representantes de todos os estados do país. Uma grande aldeia tensa, um tecido econômico sofisticado, um espaço inter-religioso quase único. Uma síntese das virtudes e dos problemas de um país continental. Com graves problemas de exclusão social e segregação espacial representa 11% do PIB do país e carrega um enigma político em seus 465 anos a desafiar a todos. Decifra-me ou te devoro! Qual é a senha de São Paulo?

Doze temas âncoras básicos serão as correntezas por onde vão fluir diagnósticos, propostas e soluções positivas: democracia; emprego, qualificação, cooperativismo e desenvolvimento; habitação; saúde e alimentação; educação; segurança; saneamento e meio ambiente; ciência, tecnologia e inovação; transportes e mobilidade; direitos humanos; cultura e participação.

Transformar o morador em cidadão é a chave-mestra que abre as portas do enigma e do futuro. Como fazer isto? É um processo de fôlego que demanda um empoderamento gradativo e uma participação ativa. Todos são urbanistas de uma certa forma. Melhorar a autoestima da cidade e de seus cidadãos com acupunturas urbanas, culturais e diminuição das desigualdades. Abrir campanhas sérias de alimentação saudável à criação de empregos, qualificação e oportunidades para os jovens. Transitar de uma ”São Paulo não tem jeito” para uma “São Paulo Sua”. Cidadãos, empresas e instituições com suas responsabilidades sociais crescentes e articuladas. Empurrando um poder público que deve ser forte e poroso. Esta é a verdadeira força e riqueza de uma cidade.

Praça da Sé, São Paulo,TipAdvisorPraça da Sé, São Paulo,TipAdvisorDe forma inclusiva, apartidária e democrática São Paulo Sua vai unir e reunir o centro com a periferia, misturando experiências e culturas diversas, valorizando as heranças conquistadas e construídas pela história. Vivenciar uma metodologia de participação que contará com um aplicativo virtual para fazer pesquisas e ampliar as fronteiras deste rico processo. A visão metropolitana de São Paulo está presente neste desenho de construir uma cidade integrada com arte, tecnologia e ecossistemas transversais. Dando à periferia novas vocações, chances e muito respeito.

Esta iniciativa será levada a outras capitais e cidades do país. Ensinar e aprender com as outras regiões. Isto tudo se insere e reforça o tripé: democracia, desenvolvimento e soberania rumo às comemorações pelo Bicentenário da Independência e de realização da Semana de Arte Moderna em 2022.

Reinventar e reencantar a Nação no século 21. Um GPS, uma direção para que o vento leve as caravelas a um porto seguro.

A cidadania e a força da esperança da Conferência São Paulo Sua convidam a todos para realizá-la com audácia e muita conectividade social. Dar às prioridades consensuais estabelecidas pela maioria da população, um conduto e uma materialidade para conquistar as mudanças a partir do avanço eleitoral imprescindível em 2020. Na cidade a democracia se enraíza e o cidadão se realiza.

São Paula Sua. Cuide dela. É sua!

*Allen Habert é engenheiro de produção e mestre pela EPUSP. Foi membro do Conselho Universitário da Unicamp, Conselho de C,T&I do município de São Paulo e presidente do SEESP - Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo. É diretor de articulação nacional da CNTU-Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários e do SEESP.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logoMobile