sociais

logos

Cresce Brasil

CUT, Força Sindical, UGT, Nova Central, CSB, CTB e Intersindical apresentam amanhã (6)  o documento chamado "Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora". Elaborado pelas Centrais em parceria com o Dieese, o texto contém 22 propostas para o desenvolvimento do Brasil. O lançamento ocorre às 10 horas, no Sindicato dos Químicos de São Paulo (rua Tamandaré, 348, bairro da Liberdade).

Ricardo Patah, presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), disse à Agência Sindical que o lançamento desta agenda unificada vem no momento em que a sociedade “se sente enganada com a legislação trabalhista, que prometia gerar empregos e propiciar segurança jurídica”.

“O que se vê hoje é totalmente o contrário. São quase 14 milhões de desempregados, que somados a uma nova categoria, os desalentados, bate na casa dos 27 milhões de pessoas. Então, é preciso abrir esse debate e colocá-lo na discussão com os presidenciáveis, como a UGT fez no seu evento de 1º de Maio", afirma Patah.

Propostas - A Agenda propõe medidas de combate ao desemprego e ao subemprego crescentes com a criação de frentes de trabalho, com atenção especial para os jovens; a retomada das obras de infraestrutura; e a implementação de políticas de amparo aos desempregados, com o aumento das parcelas do seguro-desemprego, vale-transporte para o desempregado, vale-gás e subsídio de energia elétrica, entre outras medidas.

Para Alvaro Egea, secretário-geral da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), o evento desta quarta é muito oportuno, até devido ao que o País passou nos últimos 15 dias.

“As greves dos caminhoneiros e petroleiros foram legítimas e conseguiram algum sucesso. Por isso, é importante as Centrais mostrarem unidade, para levar aos presidenciáveis o debate sobre a realidade do Brasil. Nós reafirmamos o diálogo e queremos construir esse diálogo com os candidatos, buscando a retomada do crescimento e do emprego”, ressalta.

Articulação - As Centrais também apresentarão o documento aos parlamentares do Congresso Nacional, além de entregá-lo aos presidentes da Câmara, do Senado e a líderes partidários. Nos próximos meses, a Agenda será entregue aos candidatos à presidência da República, bem como para entidades representativas da sociedade.

Mais informações: www.cut.org.br; www.fsindical.org.br; www.ugt.org.br; www.ncst.org.br; www.csb.org.br; www.portalctb.org.br; www.intersindicalcentral.com.br 

Adicionar comentário


logoMobile