sociais

logos

Cresce Brasil

Aconteceu nesta quinta-feira (25), na capital paulista, audiência pública sobre os desafios da indústria 4.0 e a formação do trabalhador do futuro. Promovida pelo Ministério do Trabalho e sediada na Superintendência Regional do Trabalho em São Paulo, contou com a presença à abertura do presidente da FNE e do Sindicato dos Engenheiros do Estado de S. Paulo (Seesp) , Murilo Pinheiro.

  Em debate, o futuro do trabalho. (Foto: Paula Bortolini) Em debate, o futuro do trabalho. (Foto: Paula Bortolini)

 

Em sua preleção, ele saudou a iniciativa do órgão governamental de promover a discussão sobre o tema relativo à empregabilidade face à indústria 4.0 e destacou: “Inovação e tecnologia vêm para o bem. Porém, temos que ter o cuidado de ver o que isso significa no mundo do trabalho. Uma das abordagens de especialistas é sobre a necessidade de instituir renda mínima [aos cidadãos], como adotado em países desenvolvidos.” Outra bandeira levantada historicamente pelo movimento sindical como um todo é a redução da jornada de trabalho sem diminuição do salário.

Murilo colocou  a FNE e o Seesp à disposição do Ministério na busca por caminhos diante dessa realidade, de modo a assegurar trabalho e desenvolvimento.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logoMobile