sociais

logos

Cresce Brasil

Mesmo com maior número de mulheres, negros e jovens, a composição da nova Câmara dos Deputados ainda está em descompasso com as estatísticas oficiais da população brasileira.

Joênia Wapichana é a primeira mulher indígena a ser eleita deputada federal. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado.Joênia Wapichana é a primeira mulher indígena a ser eleita deputada federal. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado.Entre os 513 deputados eleitos, há 436 homens e 78 mulheres. São 27 deputadas a mais do que na legislatura anterior. Apesar de a representação feminina na Câmara ter subido de 10% para 15%, ainda fica bem distante do índice de 51,5% que faz das mulheres a maioria da população brasileira, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os negros, incluindo pretos e pardos, também permanecem sub-representados na Câmara, apesar do aumento de 5% no número de eleitos. Ao todo, 125 deputados se autodeclaram negros (104 pardos e 21 pretos), o que corresponde a 24,3% do total. Os brancos chegam a 75% da nova Câmara. Já o IBGE mostra que a população brasileira é formada por 54,9% de negros e 44,2% de brancos.

Quanto à faixa etária, enquanto a maior parte da população está na faixa dos 34 anos, a maioria dos deputados (145) têm idade entre 51 e 60 anos.

Mesmo com descompassos estatísticos, o analista político Antônio Queiroz, do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), reforça a legitimidade da representação dos novos deputados.

"A sociedade vai estar representada sim, na medida em que foi ela que escolheu esses representantes. Veio um Congresso que a gente pode classificar como liberal do ponto de vista econômico, conservador do ponto de vista dos valores, fiscalista do ponto de vista da gestão e temerário em relação aos direitos humanos e ao meio ambiente”, disse Queiroz. “Aumentou o número de mulheres, a representação de negros e o número de parlamentares conectados com as redes sociais, mas, contraditoriamente, é o Congresso mais conservador desde a redemocratização", afirmou.

Profissões
Entre os deputados eleitos, há 108 empresários, 78 advogados, 34 médicos, 29 professores e 26 servidores públicos. Ao todo, são 36 profissões diferentes com representação na Câmara. O número de deputados com curso superior completo chega a 415.

Indígena
Pela primeira vez na história, a Câmara contará com uma deputada indígena: Joênia Wapichana, eleita pela Rede de Roraima. Antes dela, apenas o xavante Mário Juruna havia ocupado uma vaga na Casa, eleito em 1982 pelo PDT do Rio de Janeiro.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logoMobile