sociais

logos

Cresce Brasil

Rio Grande do Sul, Pará, Piauí e Ceará.

RS
Mobilização contra privatização do saneamento
Alvo de projeto que pretende entregar à iniciativa privada a responsabilidade sobre os serviços de saneamento, o Departamento Municipal de Água e Esgoto de Porto Alegre (Dmae) foi foco das discussões após coletiva de imprensa convocada pelo Senge-RS para debater o tema. A iniciativa, em 8 de agosto último, alertou a sociedade sobre os danos da proposta, criada a partir do projeto de lei enviado à Câmara Municipal pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior. Para o sindicato e os entrevistados na coletiva – dez ex-diretores-gerais do Dmae de vários partidos e ideologias –, a análise da trajetória da autarquia reforça a necessidade de fortalecer o departamento contra ameaça de desestatização. Além de ter autonomia econômica, o orgão – que chegou a emprestar recursos à Prefeitura para viabilizar o pagamento da folha salarial do município –, nos seus quase 56 anos de história, conseguiu universalizar o abastecimento de água na capital e alcançar 80% de tratamento de esgoto. Uma referência internacional, o Dmae é constantemente lembrado pela qualidade de seus serviços e política tarifária justa. Governos de vários países estão revertendo privatizações do setor, promovidas nos anos 1990 e 2000, porque se apresentaram como experiências fracassadas e equivocadas, causando grandes prejuízos à população. Exemplos dessa reversão são Paris e Berlim. Desestatizar o Dmae seria um retrocesso e dano à qualidade do serviço prestado.

PA
Já em ação o Núcleo Jovem Engenheiro
A primeira atividade do Núcleo Jovem do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Pará (Senge-PA) ocorreu no dia 9 de agosto último, em reunião nacional com lideranças das entidades representativas da categoria e participantes do projeto de vários estados. No dia 27 de julho último, acadêmicos e recém-formados haviam sido recebidos pela presidente do sindicato, Eugênia Von Paumgartten, para dar início à iniciativa. Na ocasião, os jovens profissionais e estudantes apresentaram as premissas, objetivos e a importância desse espaço de debate e trabalho. Coordenado por Mérisson Rezende de Morais, o Núcleo Jovem é o ponto de partida para despertar nos que estão ingressando na carreira o interesse pelo conhecimento dos direitos e responsabilidades enquanto trabalhadores, profissionais qualificados e cidadãos. Conforme seus organizadores, o núcleo busca aproximar a juventude da luta sindical e do debate sobre os desafios a serem enfrentados pelos novos profissionais, com o objetivo de fortalecer a profissão e contribuir para o desenvolvimento do País e a criação de mais e melhores condições e oportunidades de trabalho. Por fim, aposta o Senge, a participação da juventude nas lutas da entidade propiciará o advento de novas lideranças preparadas para defender os interesses da categoria.

PI
Teresina perderá R$ 14,5 mi no saneamento
O Ministério das Cidades suspendeu dois termos de compromissos (TC) para ampliar o abastecimento de água e cobertura de esgotamento de Teresina (PI), com obras especialmente na zona norte. O motivo foi a implementação da subconcessão dos serviços de água e esgoto adotados pela Prefeitura de Teresina e o Governo do Estado, que resultou no repasse do sistema à empresa privada Aegea Saneamento, denominada agora Águas de Teresina. O Sindicato dos Engenheiros no Estado do Piauí (Senge-PI) divulgou o ofício 1.937/2017 enviado pela Caixa Econômica Federal à Prefeitura em julho último, comunicando a suspensão do desembolso dos termos de compromissos 0408.668-02 e 04808.711-30 no valor de R$ 14.582.849,40, recursos oriundos do Orçamento Geral da União sem contrapartida. “É um crime contra o povo de Teresina e o Senge alertou que isso iria acontecer. O governador e o prefeito optaram por perder recursos públicos da União para entregar o saneamento a uma empresa privada. Agora, todo investimento feito terá que sair do bolso dos teresinenses. Isso implica aumento de tarifas, como já estava previsto no contrato – a primeira delas é a de esgoto, que dobrará nos próximos dois anos. É lamentável um povo que tem gestores que preferem privatizar a investir com recursos públicos”, critica Antonio Florentino Filho, presidente do Senge.

Desinteresse
Uma decisão da juíza federal Marina Rocha Cavalcanti, da 5ª Vara Federal, determinou que o Ministério das Cidades restabelecesse o termo de compromisso n° 0224.287-88, destinado a ampliar a cobertura de esgotamento sanitário de Teresina dos atuais 21% para cerca de 56%. Segundo o Senge, são quase R$ 60 milhões que seriam utilizados para construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) na zona sul de Teresina. Entretanto, o governo, através da Agespisa, ingressou com Agravo de Instrumento no Tribunal Regional Federal contra a decisão que disponibilizaria os recursos, e a obra não foi retomada.

CE
Novo espaço para eventos técnico-culturais
O uso do espaço do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) para eventos técnico-culturais iniciou-se no dia 7 de julho último, com o encontro intitulado “Geologia em conversa”, com o lançamento do livro “Confidências de um militante inconsciente”, de autoria do geólogo João César F. Pinheiro. Outra iniciativa aconteceu em parceria com o Portal Engenharia Construtiva e a Adom Treinamento & Soluções Corporativas, visando oferecer aos estudantes e profissionais informações para ampliarem seus conhecimentos sobre a área. Reali­zada no dia 27, a atividade contou com exibição do filme “A meta” e a palestra “Aplicação TOC de A meta aos dias de hoje”, ministrada pelo representante da Goldratt Consulting, Guilherme Venanzi de Almeida, e pelo coordenador do Centro de Empreendimentos da Universidade Federal do Ceará, Abraão Saraiva.

Núcleo Jovem
O Núcleo Jovem do Senge-CE já promoveu duas edições do curso “Interpretando projeto estrutural de edifícios: concreto armado e protendido”. Ambas as turmas aprovaram a atividade de qualificação, que foi considerada um sucesso.

 

logoMobile