sociais

logos

Cresce Brasil

inspire poliO Governo de São Paulo enviará respiradores Inspire, produzidos por pesquisadores da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), para Manaus (AM), que vive um estado de calamidade pública devido à pandemia do novo coronavírus. Na última semana, depoimentos de profissionais da saúde e cenas de hospitais e pronto-socorros lotados com pacientes em estado grave, devido ao novo coronavírus, chocaram a todos. Além da lotação nos hospitais, faltou oxigênio e muitos pacientes tiveram que ser transferidos ou socorridos por familiares.

O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa de sexta-feira (15/1) pelo governador de São Paulo, João Doria, que lembrou que o equipamento foi desenvolvido a partir da cooperação de dezenas de cientistas brasileiros que trabalharam em parceria com outras faculdades da USP, além de outras universidades públicas como. Foram cerca de 250 pesquisadores que atuaram no desenvolvimento do Inspire, que é de baixo custo (cerca de R$ 2 mil), rápida produção, portátil e tem autonomia de duas horas em caso de fala de energia elétrica.

“Solicitei à Universidade de São Paulo que fossem encaminhados imediatamente para o Amazonas 40 respiradores produzidos pela USP, demonstrando a capacidade tecnológica dessa grande universidade para o atendimento emergencial para os que estão sofrendo com a covid-19 naquele estado”, declarou João Doria, acrescentando que uma companhia aérea privada fará o transporte e a entrega dos equipamentos à Secretaria de Saúde local.

No entanto, o total de equipamentos enviados será de 42. Segundo Marcelo Zuffo, professor titular da Poli-USP, que esteve à frente da força-tarefa criada para desenvolver o equipamento, já foram enviadas 2 unidades no domingo (10/1), 26 na sexta (15),e outras 14 na segunda (18), além de acessórios como baterias, tubos e filtros. Eles foram transportados para o Aeroporto Internacional de Guarulhos, de onde seguiram para o Amazonas em um voo da Latam Cargo Brasil, por meio do programa Avião Solidário.

Zuffo, que participou da coletiva, explicou: “Há dez dias estamos em forte interação com cinco hospitais em Manaus: Santa Julia, Santa Alberto, Delfina, Adventista e Beneficência. Foi constituída uma comunidade para receber esses ventiladores e hoje começamos a embarcar os primeiros lotes. Até esta terça-feira (19) todos ventiladores deverão estar em pleno uso na região de Manaus”.

O professor da Poli-USP, que integra o Conselho Tecnológico do Seesp, lembrou que a situação em Manaus configura “colapso e uso de ventiladores emergenciais”. “O ventilador Inspire tem justamente essa certificação da Anvisa: de equipamento de suporte ventilatório para uso emergencial”, destacou.  

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, agradeceu o apoio do Governo do Estado de São Paulo à ciência e à  tecnologia, lembrando que foi garantido a iniciativa desde o início, quando ainda estava em fase de teste. “Ele foi desenvolvido em 103 dias, com pesquisadores não só da USP, mas de outras universidades. O resultado só nos mostra que investir na ciência é o único caminho para o desenvolvimento econômico sustentado de longo prazo”, afirmou.

Ela acrescentou ainda, dirigindo-se a Zuffo, que sente orgulho de dizer que “o respirador já foi testado e certificado para uso emergencial" e, para utilização definitiva, aguarda somente as certificações, mas que já está em uso não só em são Paulo, mas também em Pernambuco, Mato Grosso, Rio de Janeiro e, em breve, no Amazonas”.

Deborah Moreira
Comunicação Seesp

Adicionar comentário


logoMobile