sociais

logos

Cresce Brasil

RS

Assistência jurídica e parceria com universidades

Para ampliar sua presença junto aos profissionais do interior do Rio Grande do Sul, cumprindo com êxito as diretrizes do Planejamento Estratégico da gestão 2014-2017, o Sindicato dos Engenheiros no Estado (Senge-RS), nos últimos meses, firmou convênios com sete escritórios de advocacia em Caxias do Sul, Bagé, Rio Grande, Pelotas, Santa Maria, Santo Ângelo e Panambi, que se somam aos quatro que prestam assistência jurídica em Porto Alegre.

A entidade oferece assessoria nas áreas de Direito Trabalhista, Previdenciário e Cível e atua nas denúncias sobre o descumprimento do piso salarial e outras manobras da iniciativa privada que resultam em desvalorização da categoria. Exemplo desse trabalho são as ações ajuizadas contra companhias, com destaque à região de Caxias do Sul, com o maior polo metalmecânico do estado e o segundo do País. Integra, ainda, os objetivos da interiorização o acordo de cooperação firmado em outubro último com a Universidade Regional do Noroeste do Rio Grande do Sul (Unijuí), que prevê ações conjuntas para qualificação profissional, a presença do sindicato nas atividades acadêmicas, convênios com desconto e outras. É a terceira parceria com instituição de ensino, que, a exemplo dos instrumentos já firmados com a Universidade de Caxias do Sul (UCS) e a Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), propiciará mais benefícios aos filiados.

MA

Entidade ganha ação no STF

O Superior Tribunal Federal (STF) conferiu, em 19 de setembro último, ganho de causa na ação coletiva movida pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado do Maranhão (Senge-MA) contra o município de São Luís. O objeto do processo foi o não pagamento aos engenheiros de gratificações a que esses profissionais têm direito por lei. Após tentativas individuais, os engenheiros recorreram ao Senge, que obteve sucesso na disputa judicial em nome da categoria. “Antes da ajuda jurídica do sindicato, a gente perdia logo na primeira instância”, relatou Sebastião Djalma Gomes. Para o presidente do Senge, Berilo Macedo, “é uma vitória dos engenheiros da fiscalização urbana de São Luís; que sirva como estímulo para todos os profissionais procurarem o sindicato na busca de seus direitos”. Na fase de execução da decisão, as diferenças remuneratórias serão calculadas de abril de 2007 até o momento em que o município implantar a gratificação na folha de pagamento dos engenheiros beneficiados pela ação.

PA

Ato público contra privatização da Cosanpa

Os sindicatos dos engenheiros, urbanitários, bancários, centrais sindicais, federações e movimentos de base, no dia 19 de outubro último, realizaram em frente ao portão central da Companhia de Saneamento do Pará um ato público organizado por funcionários para protestar e repudiar a ameaça de privatização da empresa. Os engenheiros da companhia e a presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Pará (Senge-PA), Eugênia von Paumgartten, após seminário sobre o assunto na sede da entidade, dirigiram-se ao ato e se posicionaram totalmente contrários a tal medida, já que, dentre outros problemas, resultará em demissão em massa dos trabalhadores, aumento abusivo das tarifas, além de precarização dos serviços de água e esgoto e usurpação do bem público.

PI

Denúncia adia licitação de PPP na Agespisa

O processo licitatório para escolha de empresa para gerir serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário de Teresina (PI), através de parceria público-privada, foi alterado devido à denúncia de favorecimento no Tribunal de Contas do Estado. Segundo o Sindicato dos Engenheiros no Estado do Piauí (Senge-PI), em 20 de setembro último, a Saneamento Ambiental Águas do Brasil (Saab) apresentou denúncia contra a Comissão Especial de Licitações e a Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc) da Secretaria de Governo por favorecimento à Aegea Saneamento e Participações S/A e ao Consórcio Poti. Essas são as três concorrentes do certame. O presidente do Senge, Antonio Florentino Filho, disse que, com a acusação, o governo estadual suspendeu a sessão que marcaria a abertura das propostas comerciais na disputa para a subconcessão da Agespisa. “Estamos denunciando desde o início que esse processo é viciado de ilegalidades. Confiamos que a Justiça decidirá pelo fim da subconcessão dos serviços dessa empresa”, pontuou. É aguardada nova data para abertura das propostas comerciais.

GO

Fórum de Empreendedorismo em Engenharia

Ocorreu em Goiânia, em 8 de outubro último, o Fórum de Empreendedorismo em Engenharia com 76 participantes interessadas em conhecer experiências de jovens empreendedores, além dos representantes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-GO) e da Associação de Jovens Empreendedores (AJE). Outro foco do evento foi mostrar acesso à pesquisa, inovação tecnológica e sustentabilidade na construção de produtos, processos e serviços. O presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Goiás (Senge-GO), Gerson Tertuliano, destacou o papel da entidade e se colocou à disposição da AJE para continuar com parcerias e apoio a eventos dessa natureza. Emely Gomes, coordenadora do Departamento Jovem Profissional do sindicato, agradeceu os apoiadores, que se comprometeram em conhecer o empreendedorismo da área. A novidade foi o lançamento do Núcleo Goiânia da Organização Não Governamental Engenheiro sem Fronteiras. Henrique Cardoso de Faria, diretor de comunicação da ONG, explicou o seu funcionamento e as ações que gerarão grande impacto social e melhorarão questões de engenharia falhas na capital, como saneamento e coleta de lixo.

 

logoMobile